Como cuidar de Orquideas em vaso? Saiba o que a planta precisa

Dicas de como escolher o tipo de vaso ideal para orquídeas

 

orquídea vaso

 

Algumas pessoas ainda têm muita dificuldade na hora de escolher o vaso ideal. Outros podem pensar que isso nao tem diferença alguma, mas nao é bom assim. Existem muitos fatores importantes que envolvem o assunto e voce tende a conseguir excelentes resultados com suas plantas se seguir nossas dicas de hoje. 

Cuidar de orquídeas nos vasos é comum, mas requer cuidados básicos. Primeiramente, é necessário que você saiba a espécie, e depois até o tamanho que a sua planta poderá atingir. É importante que saiba que a orquídea é uma planta que não gosta de vasos grandes e nem pequenos, deve ter um meio termo, para que tenha espaço para se desenvolver e poder florir.

 

Vaso de plástico

Ele é ideal para qualquer orquídea e escolhendo o modelo transparente, você poderá notar a evolução das raízes e ver também a coloração delas. Com isso você saberá como está a “saúde” da sua planta. Cuidar de orquídeas em vasos de plástico é prático, pois além de serem baratos, podem ser encontrados mais facilmente.

É essencial saber que as orquídeas não necessitam de um vaso grande, pois quanto maior o vaso, mais espaço terá para o desenvolvimento das raízes, consequentemente, demorará mais tempo para florescer. Por esse motivo, é ideal escolher um vaso de plástico com furo na parte debaixo e que seja do tamanho pequeno ou médio.

 

Vaso de barro

Algumas pessoas optam por escolher vaso de barro para plantar as suas orquídeas. Esse é um vaso que não é ideal pois, normalmente, embaixo não é aberto e a planta não tem como respirar e não tem como receber umidade do ar.

 

Vaso de vidro

Também não é um vaso ideal, mas podemos reparar que muitas pessoas o utilizam para cuidar de suas orquídeas. Não tem problema, desde que você coloque bastante substrato, como casca de pinus, brita, carvão ou até mesmo aquelas “barbas”, pois só assim a planta irá poder respirar melhor.

E é imprescindível que a cada uma vez por mês ou a cada dez dias, nesse caso, se troque o substrato e coloque um novo. Este é um procedimento muito importante, mas que infelizmente cai no esquecimento das pessoas.

 

 Como replantar orquídeas

 

Cuidar de orquidea em vasos: Dicas valiosas

Quando você for comprar uma orquídea pela primeira vez, é importante que o vaso seja trocado, ou, se preferir, quando as raízes começarem a sair. Ao fazer essa mudança, é importante que você lave a planta debaixo de água corrente, e então aí, poderá replantar em um vaso novo. E nunca utilizar o mesmo substrato, sempre renove, pois é isso que fará a planta se desenvolver e florir.

Cultivar orquídeas dentro de vasos, ou até mesmo aquelas que você pendurou na copa das árvores, é muito fácil e simples, mas quem está começando poderá parecer um pouco difícil. Elas são um pouco diferentes das outras plantas, por esse motivo necessitam de um cuidado todo especial.

Não podem ficar expostas diretamente no sol e nem muito no vento. Devem ficar em ambientes com uma boa iluminação e ventilação, como é o caso das janelas. Essa é praticamente uma planta muito tranquila de ser cuidada e mantida, pois não precisa de cuidados diariamente de rega.

Voce viu entao como cuidar de orquídeas em vaso. Esperamos que as dicas tenham sido úteis e que seu jardim fique incrivelmente belo. Gostaria de conferir um manual completo sobre essas maravilhosas plantas? Clique aqui!  

 

Replantar Orquídeas: Preservar a Beleza da Planta na Troca de Vaso

replantar orquídea

As orquídeas são atualmente uma das espécies de flores mais populares, e suas vendas são um verdadeiro sucesso. Por causa disso, seu preço sempre é alto no comércio, também pudéra, sua beleza, charme e visual conquistam a todos ao seu redor.

Além disso, o cheiro que as folhas da planta exalam, somado, ao mesmo tempo, a um ambiente natural, transforma o local como se fosse uma verdadeira floresta, sem perder a sofisticação. Sendo assim, não tem ninguém que não caia de amores por elas. Mas e quando chega a hora de replantar a orquídea trocando de vaso? 

Para elas manterem essa beleza em todos os momentos, é necessário que voce venha a tomar os devidos cuidados para preservar suas características mais marcantes. O replantio dessa espécie é essencial, pois ele ajudará a sua planta a continuar com boa aparência, demonstrando sempre que ela é saudável e bonita. 

Veja agora algumas dicas de como lidar com esse processo e deixar sua planta cada vez mais maravilhosa.

 

Qual é a hora certa para replantio da orquídea?

Recomenda-se que a cada 18 ou no máximo 24 meses elas devam receber o replantio. No entanto, se você não lembrar qual foi a última vez que fez o processo, vale a pena seguir essa dica: quando há muitas raízes que estão crescendo para fora do vaso, isso é sinal que a planta está pedindo mais espaço, aí replantar as orquídeas neste estado se faz necessário.

Há também casos em que as raízes vêm a apodrecer, um sinal mais que claro que voce deve fazer uma mudança. A última dica, porém, uma das mais óbvias, é o crescimento da planta para além do vaso. Nesse caso, procure um recipiente maior para sua orquídea.

 

Cuidados excessivos

Deu para perceber que o cuidado com ela é essencial. Todavia, se esse cuidado for demais, a planta pode sofrer consequências graves. Verifique todas as possibilidades dela realmente precisar de um replantio. Caso ela não apresente nenhuma das características já mencionadas, evite mudanças.

Manual completo 

 

Cuidados excessivos podem atrapalhar no desenvolvimento de sua planta. Às vezes, pode parecer que elas estejam apertadas em um vaso, no entanto, se não tem suas raízes muito para fora, deixe-a onde está. Você poderá adiar o replantio para uma próxima temporada.

 

Dicas de vasos para replantar uma orquídea

Antes de mudar a orquídea de vaso é preciso que alguns cuidados sejam levados em conta. Como características, os vasos poderão ter dois centímetros maior que o antigo vaso. Não opte por vasos maiores que isso, pois se a planta sentir que tem mais espaço, logo suas raízes crescerão cada vez mais.

Vasos de vidro, cerâmica ou mesmo plástico são bem-vindos, observe também se eles têm furos para drenagem, isso é por demais importante, pois caso contrário, as futuras raízes poderão apodrecer. Os de vidro têm a facilidade de fazer a luz do sol entrar em contato com as raízes, resultando em uma fotossíntese mais eficaz para a planta. 

Com essas dicas já dá para replantar orquídeas de seu jardim de forma correta e mante-las lindas para enfeitar sua vida. Se você cuidar bem delas, com certeza elas retribuirão sua gentileza com seu belo aspecto em todos os momentos. Clique aqui e conheça um manual completo sobre isso.

 

 

Mais informaçoes..  ◄◄

 

 

Como Cultivar Orquídeas: 4 Pontos Vitais para estar Alerta

Orquídea

A natureza é repleta de gratas surpresas. Basta observar ao seu redor, muitas peças importantes e belas aparecerão. As plantas são exemplo disso e há quem diga que elas podem mudar o clima de um ambiente. Não é de se duvidar, já que elas trazem frescor e cor para os mais diferentes locais. Mas para isso, é preciso estar atento ao modo de cultivar orquídeas.

Entre as flores, algumas precisam de atençao especial, e a criação de um belo jardim necessita de cuidados. Isso quer dizer que elas requerem procedimentos que as façam sobreviver por mais tempo, ações especiais que outras plantas, que são mais fortes, não precisam ter.

Quando estamos tratando de uma flor que exige mais foco, as orquídeas se destacam. A criação desse tipo de planta requer cuidados essenciais. Diferente do que alguns pensam, não é necessário trabalhar com produtos químicos. As açoes naturais podem solucionar a questão de longevidade dessa flor que é admirada por tantas pessoas.

 

Como cultivar orquídeas

Parece uma tarefa simples, mas o cuidado com qualquer tipo de planta deve ser delicado, principalmente as que têm flores. Elas são as que mais precisam de atençao e as orquídeas não são diferentes.

O primeiro e mais importante conselho que se pode dar para quem cultiva esse tipo de flor é sobre a reprodução do ambiente natural. A planta precisa das condições mais próximas do seu habitat natural para se desenvolver bem, ou seja, a qualidade de vida da planta está totalmente ligada às condições que está submetida, em questão do ambiente.

Por ser uma flor bem delicada, o cuidado no cultivo da orquídea deve ser de muita atenção e carinho. Dessa forma, a planta consegue crescer bem e se manter forte, saudável e bonita por mais tempo.

A preocupação também varia um pouco de acordo com cada tipo de espécie de orquídeas. Porém, no geral, as flores precisam de pouca luz, apoio em árvores ou suporte de madeira e um local que sejam escondidas do sol por galhos ou folhas. Para reproduzir um ambiente ideal, é preciso ter umidade no ambiente, já que a planta tira boa parte da água que precisa do ar.

 

cultivar Orquídea Beallara Tahoma Glacier

 

Orquídeas em jardins

Quando trazemos qualquer planta que não seja do ambiente para compor um jardim, é preciso trazer também alguns elementos que a façam sentir em casa. Se ela percebe que o local no qual está não é o seu original, as condições favorecem sua morte precoce.

Assim, alguns pontos devem ter a atenção de quem cultiva orquídea. O primeiro é onde ela estará alocada. É melhor que elas estejam dentro de um vaso de barro, pois suas substâncias são mais porosas, o que ajuda na drenagem da água. É necessária um cuidado especial para que a planta não fique encharcada.

Outro ponto importante é como ela será regada. Como elas curtem água de uma maneira muito equilibrada, o elemento em excesso pode fazer muito mal. Então, quando for regar, deixe o solo dela nitidamente úmido, mas não repita essa ação diariamente. Duas a três vezes por semana é o suficiente. Lembrando que isso pode variar de acordo com a umidade do ar.

Diferente de outras plantas, a quantidade de água pode matar a orquídea. Sim, a aplicação de água nelas é um dos maiores motivos para a morte prematura da flor. Assim, no verão, os orquidários molham o chão para que a umidade evapore e a planta possa captar sua própria água.

É importante lembrar que cada espécie pode requerer um tipo de cuidado específico. Isso significa que a observação da planta e dos fatores climáticos são muito importantes. Já que isso interfere diretamente na quantidade de água que a flor necessita receber.

 

Luz para as orquídeas

Um detalhe muito importante que voce, que vai aprender a cultivar orquídeas, é que elas apreciam lugares amenos, ou seja, nos quais estejam protegidas da luz direta do sol. Então, esse tipo de planta não pode ser exposto a jardins abertos com flores muito rasteiras. Para ambientes que recebam muito sol, é preciso que esteja estrategicamente posicionada em lugares com a cobertura de outra planta.

Assim, as orquídeas gostam de lugares frescos que tenham luminosidade, mas que não tenham contato direto com o sol, pois ele pode deixá-las desidratadas. As suas flores gostam dos primeiros raios da manhã, então, se quiser que elas se sintam bem, use o horário para deixar elas expostas e depois as resguarde.

Um sinal que a própria planta dá é a coloração das folhas. Se elas estiverem ficando muito amareladas, isso é sinal de que as orquídeas estão recebendo muita luz, o que não faz bem para elas. Orquídea saudável é uma flor com as folhas verdinhas.

 

orquídea Cattleya Labiata

 

Adubação de orquídeas

Outro ponto importante é a quantidade de adubo que você disponibiliza para a planta. Isso porque, no caso das orquídeas, pior do que a falta de adubo é seu excesso. A flor precisa de nutrientes para poder sobreviver, mas a fartura é muito perigosa.

Assim, cada tipo de adubo pede uma quantidade e forma de aplicar diferentes para a planta. É preciso se atentar muito para o rótulo com todas as instruções. Opte por adubos orgânicos, que, no geral, respeitam mais as características naturais da flor, a deixando em um ambiente mais familiar.

No rótulo, estarão todos os passos para serem seguidos. Principalmente, ligados à aplicação dos produtos, o que se torna muito importante. É preciso se atentar a isso para que se tenha uma planta totalmente saudável.

É isso! Mas voce pode se aprofundar e aprender todos os segredos com um cultivador com mais de 20 anos de experiencia, clique aqui. Ele vai lhe mostrar passo a passo a como cultivar orquídeas de forma profissional.

 

cuidados

 

 

Manual para cuidar de orquídea   

 

 

 

9 Espécies de orquídeas Bonitas e Populares para Alegrar o Jardim

Tipos de orquídeas para plantar e alegrar sua casa

espécies de orquídeas

As flores são uma grande paixão de muita gente. Alegram rapidamente um ambiente, seja pelo seu cheiro, pela sua cor ou pela sua forma. A orquídea, principalmente, é muito popular e em todas as suas variações são belas.

Existem inúmeras espécies orquídeas, e cada uma delas exige um diferente tipo de cuidado para que possa brotar e florescer de maneira saudável e bonita. Aqui, alguns exemplos dessas plantas, suas origens, tipos de cores e alguns cuidados que podem ser tomados para que você possa ter um orquidário, ou apenas uma flor na sua casa!

 

Orquídea Cattleya Labiata

 

orquídea Cattleya Labiata

Esse tipo de orquídea, natural do Brasil, é uma das mais populares e mais desejadas pelas pessoas. Foi apelidada de rainha do Nordeste, e suas flores costumam nascer no verão. As variantes de cores são o roxo, lilás, alba, semialba ou azul. Além de possuir essa gama de cores, elas são muito perfumadas.

 

Orquídea Cattleya Walkeriana

 

Orquídea Cattleya Walkeriana

Os colecionadores adoram esse tipo de flor! Ela possui uma forma arredondada e plana, e seu aroma remete levemente ao cheiro da canela. Para que ela viva bem, deve ficar em um ambiente com temperatura intermediária, entre 10 e 18ºC. Além disso, para cultivá-la, plantar em um substrato de rápida drenagem é a maneira correta de manuseá-la.

 

Orquídea Cattleya Intermédia

 

Orquídea Cattleya Intermédia

Mais uma espécie nativa do Brasil, esse tipo de orquídea pode aparecer em variadas cores, como lilás, rosa, roxo, albas ou azuladas, possuindo flores médias com bom perfume. Requerem um cuidado extremo, pois podem se desidratar facilmente.

 

Orquídea Cattleya Julio Conceição

 

Orquídea Cattleya Julio Conceição

Florescendo na primavera, ela possui grandes flores. Esse tipo de orquídea gosta de um clima mais ameno até o quente, e, para cultivá-la, você poderá utilizar um vaso com substrato de drenagem boa.

 

Orquídea Dendrobium Thyrsiflorum

 

Orquídea Dendrobium Thyrsiflorum

Planta de origem asiática que possui um denso cacho de flores em tom amarelado. Seu cultivo, entretanto, não é fácil, porém ela se adapta bem em locais ensolarados e com boa ventilação.

 

Espécie de orquídea Vanda Coerulea

 

orquídea Vanda Coerulea

Esse tipo de orquídea também é objeto de desejo entre os apreciadores da espécie. Suas pétalas são bem grandes e coloridas, mas tem um empecilho: elas demoram dez anos para florir. Para driblar esse empecilho, existem cruzamentos para antecipar sua florada e para baixar o seu preço.

 

Orquídea Beallara Tahoma Glacier

 

Orquídea Beallara Tahoma Glacier

Esse tipo de planta tem o destaque voltado para o tamanho de suas flores e por possuir compridas hastes, sendo que algumas delas são tão grandes que podem quebrar com o peso de suas flores.

 

Orquídea Laelia Alaori

 

Orquídea Laelia Alaori

Possui flores bem pequenas em uma cor rosa suave. São arredondadas, e sua cor lembra as flores de glacê feitas para enfeitar bolos. É uma espécie que gosta de locais úmidos, e por isso não pode ficar com o seu substrato seco por longos períodos de tempo.

 

Orquídea Masdevallia Angel Frost

 

Orquídea Masdevallia Angel Frost

Boa e apropriada para pequenos lugares, essa planta possui touceiras pequenas e flores muito coloridas. Por ser muito popular, possui diversos híbridos a preços mais acessíveis.

 

 

Essas são apenas algumas das espécies de orquídeas bonitas e populares existentes em todo o planeta. Não vale a pena ter uma, ou várias, em casa?

 

cuidados

 

Manual completo – cuidar de orquídea   ◄◄